Bem vindo ao seu portal lusófono de Energia Livre e Ciência Alternativa!
NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK - Curta e divulgue!
NOSSO CANAL NO YOUTUBE - Inscreva-se
SIGA-NOS NO TWEETER @EnergiaLivreBR
Entre em contato com o autor por e-mail
Participe da pesquisa de Energia Livre no grupo.
Para seguir o blog por e-mail, RSS ou Blogger role até o pé da página.
Na aba direita você encontra os links que abrirão as portas do universo da Energia Livre.
Boa viagem!!

quarta-feira, 21 de outubro de 2015

RLG de Paramahansa Tewari está sendo preparado para lançamento em escala comercial.

Tewari dando uma palestra em escola de ensino fundamental indiana.
Há muito tempo queríamos escrever sobre Tewari, pois ele tem uma história bem diferente de muitos dos envolvidos com pesquisa de energia livre. Não é um inventor de garagem, nem mesmo considerado um crackpot (como eles costumam chamar quem toca no assunto de Energia Livre) pelo meio acadêmico de seu país. É realmente uma figura ilustre e que inspira confiança. Até mesmo de John A. Wheeler (conhecido como o "pai dos buracos negros") escreveu cartas o elogiando nos anos 70 e 80. Ouvi falar dele em 2007, quando iniciei minhas pesquisas, mas parece que está avançando muito rápido, até mesmo seu website passou por reformulação.

Trabalho de Tewari é motivo de orgulho nacional e não será suprimido


Nascido em 1937, graduado em Engenharia Elétrica em 1958 no Banaras Engeneering College, em seu país, Tewari ocupou altos cargos de enorme responsabilidade em grandes obras de engenharia, majoritariamente para o Departamento de Energia Nuclear do governo. Também foi designado para trabalhar por um ano no Douglas Nuclear Project, Canada. Atualmente, se aposentou do cargo de Diretor Executivo da Nuclear Power Corporation do Departamento de Energia Nuclear da Índia, e também foi ex Diretor do Kaiga Atomic Power Project.

Indianos estão prontos para tomar o mundo, diz Toby Grotz, que disse "poder ver esta realidade por toda a parte". Muitos indianos garantiram que o trabalho de Tewari não será suprimido, por ser motivo de orgulho nacional. O trabalho de Tewari é conhecido desde o mais alto escalão do governo até os estudantes. O telefone de Tewari constava na discagem rápida do Primeiro-Ministro enquanto construía a usina de Kaiga. A Nuclear Power Corporation of India cedeu dois técnicos para trabalhar na sua máquina enquanto a usina estava sendo construída. Compraram peças e até mesmo uma pequena oficina portátil que hoje fica ao lado de seu laboratório principal. Cropmton Greaves Ltd. (a GE da India) forneceu fundos, e diretores corporativos da GCL como também da Reliance (petróleo e energia) conhecem seu trabalho. Só na Índia mesmo... Admira muito estar vivo ainda...

Os fundamentos da física sempre atraíram a imaginação de Tewari desde a tenra idade. Nos anos 70, investigou e validou melhor do que ninguém o trabalho de Bruce de Palma, o que o incentivou a desenvolver sua teoria SVT (Space Vortex Theory) e seu gerador RLG (Reactionless AC Synchronous Generator). Ao longo das últimas 4 décadas, ele vêm desenvolvendo sua teoria que parte de premissas opostas às aceitas pela ciência atual: a de que a matéria é fundamental e de que o espaço é vazio. A significância física de massa, inércia, gravitação, carga e luz são reveladas estendendo a análise na teoria além das propriedades materiais e adentro do substrato do espaço, que novamente é quebrado em vazios "sem campo" (fieldless voids), colocando um limite para o qual uma teoria física pode alcançar. Na verdade, a teoria proposta por Tewari parte da premissa oposta: o espaço é a entidade fundamental e a matéria seria composta de "vórtices" e "vazios" no substrato do espaço, aproximando-se da visão védica, compartilhada por Tesla, de que o akasha é a substância primordial e o prana é o que lhe dá "vida" (movimento), e daí vem toda a matéria e a fenomenologia física que conhecemos. Tewari publicou vários artigos e antes mesmo dos anos 90 já havia escrito 4 livros sobre sua teoria; são eles: The Substantial Space and Void Nature of Elementary Material Particles (1977), Space Vortices of Energy and Matter (1978), The Origin of Electron’s Mass, Charge Gravitational and Electromagnetic Fields from “Empty Space” (1982), Beyond Matter (1984). Recentemente, lançou mais três livros e participou de um documentário. Também foi convidado a palestrar em diversas conferências internacionais, na Alemanha, EUA e Itália sobre o recente descoberto fenômeno de geração de energia do espaço, ocasiões em que pode demonstrar um protótipo operacional. Recentemente o anúncio de que o RLG será comercializado foi manchete em um grande veículo de imprensa, o Times asiático.

RLG (Reactionless Generator), antes chamado SPG (Space Power Generator)
Tewari trabalha no seu RLG desde 1997 (primeiramente o batizou de SPG - Space Power Generator, depois mudou o nome). Toby Grotz, um pesquisador americano independente, acompanha seu trabalho de perto, tendo primeiro posto os olhos no projeto em 2010. Basicamente, rearranjando o campo magnético de uma máquina rotativa, pode-se anular o torque de reação (lei de Lenz), ainda sendo capaz de induzir mais corrente e produzir potência. Isto elimina a ineficiência intrínseca de todos os geradores AC, permitindo o Overunity e falseando a relação entre a Lei de Lenz e a conservação de energia, obrigando os físicos inclusive a reverem e ampliarem a última Ainda sobre esse ano, Grotz relata:

"Mr. Tewari me mostrou um condutor rígido de cerca de um pé de comprimento, que podia rotacionar no centro e conectado em cada extremidade com um fio de bitola pequena. Um circuito magnético foi colocado sob o condutor. Quando uma corrente fluía através do condutor o mesmo se punha a rodar, devido a um torque induzido no condutor de acordo com a teoria padrão, verificada por meio de experimentos no alvorecer da era elétrica. Com um simples rearranjo do circuito magnético, a mesma corrente não produzia rotação - o binário foi cancelado. Mais tarde eu dupliquei a configuração e experiência na minha bancada. É engenhoso e levou a sua descoberta, a invenção de um gerador reactionless com muito maior eficiência.  (...)  
Eu acredito, assim como os engenheiros na Índia, que este é o maior avanço na concepção de máquinas elétricas rotativas desde a invenção do motor elétrico de Faraday em 1832. A eliminação de torque reativo permite que toda a energia gerada possa passar através da máquina. A saída de potência é determinada pela força dos imanes de excitação e a reactância síncrona (resistência a 50/60 Hz) dos enrolamentos do estator. Os modelos atuais podem ser cascateados para uma saída superior. Cada máquina pode produzir, pelo menos, 2,38 vezes a entrada e pode ser configurado de um modo auto-sustentável. Devido à concentração na eficiência e aperfeiçoamentos no projeto, a máquina ainda não foi configurada desta forma."

Toby Grotz e Paramahansa Tewari analisando resultados dos testes
Em Novembro de 2014, Grotz testemunhou uma máquina que produzia 6KVA com COP 2,38 a 248V trifásico senoidal 50Hz. Medições de fator de potência precisas e acuradas confirmaram que não havia engano. Toby testemunha também que acompanhou Tewari em uma visita a uma grande fábrica de máquinas elétricas, onde encontraram-se com engenheiros mecânicos e elétricos acostumados a projetar geradores de 500KVA. Quando colocaram os olhos no projeto, ficaram empolgados e entenderam "de cara" o "pulo do gato" de Tewari. A confiança deles no projeto de Tewari os levou a replicar uma máquina que produzia 20KVA a um COP de 2,5. Outra máquina capaz de produzir 25 KVA está sendo construída na mesma fábrica. De fato, mais três companhias em todos os continentes estão discutindo licenças para começar a fabricar comercialmente o RLG, que deve a princípio sair em modelos de 10 e 25KVA

. Nas palavras de Toby Grotz:

"Acreditamos que o RLG é uma descoberta fundamental, não uma inovação. A primeira descoberta fundamental da humanidade foi o aproveitamento e controlar o fogo. A segunda foi a roda. O terceiro foi o aproveitamento e controle de energia elétrica. A quarta foi aproveitamento e controle do átomo. O RLG pode girar as rodas sem o uso de fogo (combustíveis fósseis) ou o átomo (centrais nucleares). É uma inovação do século 21. As quatro primeiras dessas inovações foi um entendimento de elementos materiais. O RLG é baseado em uma compreensão das propriedades não-materiais do espaço. A busca de Paramahamsa Tewari para a natureza da realidade levou-o a partir de estudo dos antigos Vedas da Índia para a formulação da SVT. É uma nova teoria que unifica a relação entre espaço, massa, inércia, luz e gravidade. Começando com os princípios descritos nos textos védicos, Tewari foi capaz de delinear um modelo matemático que explica as palavras de Tesla, quando disse:
"Toda a matéria perceptível vem de uma substância primária, ou sutil, além da concepção, preenchendo todo o espaço, o akasha ou éter luminoso, que sofre autação do Prana, força vital ou força criativa, chamando à existência, em intermináveis ciclos, todas as coisas e fenômenos." - Nikola Tesla, "A Maior Conquista do Homem ", 1907 
Nas palavras de Tewari: 
"A matéria universal é criada a partir do prana desde que o prana é Aakaash em movimento, e Aakaash é o substrato superfluido primordial do universo." 
O conceito de que a eficiência não pode ser superior a 100% deve-se a uma compreensão incompleta das propriedades do espaço. A segunda lei da termodinâmica deve ser modificada para ter em conta o fato de que o espaço não é vazio, como foi ensinado para os últimos 150 anos. O RLG opera com o que tem sido chamado de "overunity." Muitos engenheiros experientes envolvidos na fabricação de geradores testaram independentemente o RLG e confirmaram as avaliações de eficiência que tenho observado. É hora de os físicos sairem do caminho e modificarem suas teorias enquanto os engenheiros se concentram no negócio de projeto e produção."

Implicações geopolíticas


Bem, é admirável um país que apoie a Energia Livre institucionalmente. Não precisa ser um gênio para prever que isso pode gerar algum antagonismo com os países do petrodólar. Algumas fontes afirmam que o BRICS é justamente uma preparação para isso, o que poderia desencadear uma possível 3a guerra mundial, após a revelação de tecnologias antes suprimidas. Mas isso é apenas boato. Independente do prestígio de Tewari na Índia, não vejo nenhum outro país do BRICS comentando a respeito. Aqui nas terras tupiniquins ainda só se fala em petróleo :)

------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Informações retiradas de escritos de Toby Grotz. Ele é engenheiro elétrico e pesquisador de novas tecnologias energéticas, desde 1973. Organizou várias conferências e viajou pelo mundo entrevistando e ajudar inventores desde 1992. Ele esteve envolvido em ambos os lados da equação de energia: exploração de petróleo e gás e os recursos geotérmicos e no setor de serviços públicos trabalhando em carvão, gás natural e usinas nucleares. Enquanto trabalhava na indústria aeroespacial, trabalhou no ônibus espacial e no teste do telescópio Hubble em um simulador de ambiente espacial. Ele também foi envolvido na pesquisa de novas fontes de energia e novas formas de produção de hidrogênio.

4 comentários:

  1. Tao factivel quanto o cubo magico do post anterior...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tá se escondendo atrás do anonimato agora, Gaspa? Ou é vc Bbacu? Eu conheço bem meus leitores...

      Excluir
  2. Estes pseudo-céticos chatos vão ter que engolir suas línguas! Um cético de verdade se interessaria sobre o assunto, viajaria até a India para testar com as próprias mãos antes de dizer isto ou aquilo. Eu apenas resumo o que leio de depoimentos de pessoas que testemunharam e testaram independentemente. Mantenho ainda certo ceticismo, mas estou aberto. É muito diferente de afirmar que algo é não-factivel.

    Lenda Umbandista:
    "O boiadeiro avistou um bando de sapos no pé da montanha. Algumas pessoas disseram que os sapos não chegariam ao topo. Só um chegou. Ele era surdo"

    Conto sufi:
    "Um belo dia, alguns amigos viram Nasrudin, de joelhos, à beira de uma lagoa, adicionando um pouco de iogurte velho à água. Um dos homens perguntou:
    — O que está tentando fazer, Nasrudin?
    — Estou tentando fazer iogurte. Respondeu.
    — Mas você não pode fazer iogurte desse jeito! Disse um dos amigos.
    — Sim, eu sei; mas imagine se isso der certo!"

    ResponderExcluir
  3. Nos anos 70 AC, Parménades, Grego, calculou o raio da terra, usando o teorema de Pitágoras.Se nesta data calculou-se o raio da terra, então esta só poderia ser? Redonda! E por quê perdeu-se(?), esta tão preciosa informação, para chegar em 1400 DC, e se alguem se atrevesse a dizer que a terra era redonda? Fogueira nele. O sol é que girava, ninguem se aventurava a passar de 80 kms mar adentro, pois acreditava-se que a partir daí existia um abismo, com monstros marinhos e outros bichos. Se alguma mulher curava alguem usando planta medicinal, era condenada à fogueira, e o investigador ganhava comissão por cabeça, pensa?. Quantas e quantos inocentes perderam a vida, e não tinham defesa. Há duzentos anos fizeram a 1ª experiência com o elétron e descobriu-se que ele tinha consciência, por isso podia se comportar como particula ou como onda. Por isso, temos hoje toda esta tecnologia de raio x, internet, celular, gps, satélite, televisão, etc. Pudera, o que geraria toda esta parafernália sem consciência? E a coisa não muda, ninguem quer saber o que é um átomo? De que somos constituidos? É só apertar botão aqui e acolá e não me interesso em saber qual a tecnologia que está por traz disso? E não saio da caverna, prefiro jogar pedras nos outros.

    ResponderExcluir

Seguir por Email

Seguidores